• 1.png
  • 3.png
  • 4.png
  • 5.png
  • 6.png
  • 7.png
  • 8.png
  • pe2.png



Equipe Diocese São Luíz


Pe. Haroldo Renout Quintiliano, CMPS




Ordena??o Diaconal: 2008-12-07
Ordena??o Sacerdotal: 2009-11-29
E-Mail: aparecidacaceres@diocesedecaceres.com.br
Idade:39anos
Endereço: Rua Almirante Barroso, 212- Jd. São Luiz - Cx. Postal 02- Cáceres/MT - 78200-000
Telefone: (65) 3223-3508
Paróquia: Paróquia Nossa Senhora do Pilar, Jauru - Pároco: Pe. Haroldo Renoutt Quintiliano





BIOGRAFIA



O nome dele é Haroldo Renoutt Quintiliano, filho de Romeu Quintiliano e Sonia Maria Salustiano Quintiliano, e nasceu no dia 02 de Março do ano de 1980, em Lavras (MG), e tem um Irmão mais velho chamado Rodrigo Nunes Quintiliano. Todos são de uma família simples e humilde, sempre criado em berço católico desde os avós maternos, que foram grandes exemplos de fé em suas vidas. Sempre muito católico, desde pequeno já gostava de ir às missas. Nunca perdia as celebrações, fez sua Primeira Eucaristia com apenas 10 anos de idade e depois deste momento não soube mais viver sem a Igreja.


Assim, passou a participar da perseverança e foi catequista da comunidade onde morava. Era presença constante na Igreja. Crescia sempre no conhecimento das coisas de Deus, até brigava para poder ir sempre à Igreja. E, a partir daí, começou a despertar nele o chamado para a vida sacerdotal.


Um exemplo para seguir 


Admirava muito um padre da paróquia onde vivia: Padre Aloísio, homem austero, mas que o fez amar o sacerdócio. E, desde então, crescia sempre mais e mais o desejo pelo sacerdócio, mas tinha muito medo dos pais, e também vergonha do que os amigos iriam pensar... No ano de 1999 terminou o Ensino Médio e foi prestar vestibular, passando em quase um dos primeiros lugares, fez a matrícula e tudo mais, apenas aguardava o dia de ir para a faculdade, mas o desejo mesmo era outro.


Em janeiro de 2000, um Grupo de Jovens da Comunidade Missionária Providência Santíssima foi fazer um trabalho na cidade de Mairiporã (SP), onde ele morava com seus pais, e lá foi quando pode, de fato, perceber e sentir muito forte o que já não tinha mais jeito: o Senhor o estava chamando mesmo! Ao olhar aqueles jovens como, saindo, falando de Deus... foi a deixa para tomar coragem e decidir conhecer a Comunidade Missionária Providência Santíssima (CMPS). Agora, só precisava ter coragem para falar para seus pais. 


Era uma bonita manhã de domingo, quando eles chegaram da missa, sentou com eles durante o café e falou do desejo de ir para conhecer a Comunidade Missionária, e quem sabe, alcançar o grande objetivo da sua vida naquele momento: ser padre. Claro que os pais levaram um choque, já que nunca mencionara essa possibilidade com eles. Houve choro de alegria, de questionamento...



Uma vida de missionário 


Enfim, chegou o grande dia, e o jovem Haroldo foi para a Comunidade Missionária Providência Santíssima para fazer a experiência por um ano e está até hoje, feliz e realizado. Dentro do caminho para o sacerdócio, nunca teve dúvida da vocação escolhida. Aprendeu tudo na Comunidade. Não foi fácil conviver com pessoas de tantos lugares diferentes, mas o amor, a comunhão o fez permanecer em pé. A presença dos irmãos religiosos e das comunidades pelas quais passou, foram as forças para a continuidade da caminhada. Fez os primeiros Vínculos no ano de 2003, e os seus Vínculos Perpétuos em 2007. Foi o acontecimento muito importante para toda a sua vida. No dia 07 de dezembro de 2008 foi a Ordenação Diaconal, marco muito importante na sua vida, pois percebeu o quanto pertence a Deus.



No dia 29 de novembro de 2009 chegou o dia tão sonhado e tão importante: a Ordenação Sacerdotal do missionário Haroldo, juntamente com mais oitos irmãos missionários; parecia que tudo estava flutuando, não continha as lágrimas. Ao som do hino “Tu és meu” entravam naquele ginásio que se tornou uma catedral na cidade de Mococa (SP), com a presença de mais de cinco mil pessoas; uma grande emoção.. tudo foi perfeito: parecia o céu.




Presença misericordiosa de Deus 


Desde o início da caminhada, Deus nunca faltara. No retiro para ordenação, o pregador e fundador disse aos candidatos ao sacerdócio: “Veja um lema para vocês. Rezem e vejam... Todos saíram para rezar, e quando rezou, olhando toda a vida, percebeu que Deus tinha, de fato, sido providente em sua vida, e que, jamais poderia negar um pedido que Ele tenha lhe feito. E abrindo a Sagrada Escritura, surgiu à sua frente, a passagem do Livro do Gênesis, capítulo 22, versículo 8, aonde Deus prova a fé de Abraão, que não nega o seu único filho, Isaac. “Temos o fogo e a lenha, disse o filho, onde está o animal para o holocausto? Respondeu Abraão: “Deus providenciará...” Assim, o jovem padre Haroldo tem por certo, que se na fidelidade a Deus ele não vacilar, Ele sempre providenciará em sua vida. A cada dia o padre faz essa experiência de ser e depender de Deus, unicamente se deixar nas mãos d”Ele. Cada dia mais da sua vida e do seu sacerdócio, pois ele é padre por causa d”Ele e nenhum mérito é seu: tudo é pela misericórdia de Deus e de mais ninguém. O lema que o padre Haroldo traz, tem essa marca de fazer tudo o que Deus pedir a ele, e não negar, e ter a certeza que Ele sempre providenciará.



Mato Grosso, a terra da missão


Hoje, o padre Haroldo tem três anos e meio de sacerdócio ministerial e, digo, não é fácil, mas a graça de Deus o tem sustentado. Trabalhou em Cáceres (MT), como Vigário, e há dois anos é pároco na cidade de Vila Bela, primeira Capital do Mato Grosso, cidade histórica, com um grande remanescente de negros oriundos do Quilombo do Piolho, onde tem podido ser pastor, cuidar, zelar, ou seja, apascentar esse rebanho a ele confiado.


O padre Haroldo Renoutt Quintiliano (Missionário da Providência Santíssima) está muito feliz em ser o que é, pois onde está no lugar, onde pode realizar a santíssima vontade de Deus.


Com muita confiança dos Pais Fundadores, Monsenhor Orlando, Ir. Lucinéa e Ir. Zélia Maria, e por eles terem sido exemplos para toda sua vida, por lhe amarem e ensinarem a amar, o padre Haroldo é eternamente grato.


Na caminhada desta diocese, e no caminho da missão, como padre, não pode deixar de mencionar alguém que fez e faz a diferença em seu ministério: Dom José Vieira de Lima, bispo emérito, pois quem ama vai ao encontro; pelos conselhos, amizade e preocupação de um verdadeiro pai. E Dom Vilar, bispo diocesano, pela sua simplicidade, amizade e oração. Assim sendo, Deus providenciará e seja louvado para sempre.