• 1.png
  • 3.png
  • 4.png
  • 5.png
  • 6.png
  • 7.png
  • 8.png
  • pe2.png



Paróquias Diocese São Luis

Paróquia São José - São José Dos Quatro Marcos


CNPJ: 03.192.499/0009-21

Data da Fundação: 1978-06-25

Endereço: Av. Sergipe, 1290 - Cx. Postal 04 - São José dos Quatro Marcos/ MT - 78.285-000

Telefone: (65) 3251-1787

Email: quatromarcos@diocesedecaceres.com.br



Pároco: Pe. Antônio Rogério Gonçalves
Diácono: Sebastião Luiz Vieira da Silva


Origem histórica de Quatro Marcos
As origens históricas da cidade remontam ao ano de 1962, quando o pioneiro Zeferino José de Matos adquiriu da Imobiliária Mirassol, localizada na cidade do mesmo nome, no Estado de São Paulo, alguns alqueires de terra situados na riquíssima e já então muito cobiçada região de Cáceres.
O nome da cidade deriva do fato de terem os pioneiros colocado Quatro Marcos para assinalar o eixo das divisas do loteamento localizado no cruzamento das atuais avenidas São Paulo e Bahia.
O povoamento de Quatro Marcos se iniciou em 1966. As terras do município se revelaram excelentes para a cultura do café, atraindo muitos colonizadores paulistas, seguidos de mineiros, sul mato-grossenses e paranaenses, gaúchos e catarinense nos últimos anos.
Em conseqüência da política governamental do Estado de Mato Grosso, em aumentar os municípios e da solicitação constante do povo para uma emancipação rápida, o município de Quatro Marcos foi criado em 1979, separando-se de Mirassol D´Oeste e sendo oficialmente instalado somente em 1981. Em 1984, passou a ser chamado São José dos Quatro Marcos, ocupando uma área de 1l.190 km².
História religiosa
A primeira missa rezada em Quatro Marcos foi por frei Amadeu Taurines, em 1966. As visitas religiosas continuaram com uma certa regularidade com frei Elias Mas, frei Ênio Grenga, e após a volta deste para Itália, por D. Máximo Biennés, em 1972.
A comunidade de Quatro Marcos pertencia ao Setor Pastoral de Mirassol D´Oeste. À primeira capela de tábuas, sucedeu, rapidamente e no mesmo lugar, uma igrejinha de material.
Os marianos, vindos de São Paulo, constituíram, no tempo de fundação da cidade, uma equipe segura que assumiu tranquilamente os destinos da Igreja e da comunidade. O sacerdote, recebido amavelmente pela comunidade, dava grande incentivo, sobretudo aos cursos ministeriais de Cáceres, onde eram preparados responsáveis para a comunidade. O catecismo, o grupo mariano, os jovens, o Apostolado da Oração, formavam uma sólida estrutura que sustentava o crescimento da comunidade religiosa de Quatro Marcos.
Em 20 de setembro de 1976, com a bênção do Bispo Diocesano, foi colocada a primeira pedra da futura casa das religiosas comprometidas para o trabalho pastoral. Pouco tempo depois, foi entregue a casa já pronta à comunidade que ia viver a trabalhar nela; estiveram presentes o Bispo Diocesano e a Madre Provincial das Irmãs Azuis. O impulso inicial tinha sido dado por Padre Tiago, e a participação generosa do povo quatro-marquense permitiu que rapidamente se concluíssem as obras. A presença e o trabalho das Irmãs Azuis trouxeram uma grande alegria para o povo.
A nova paróquia
Quatro Marcos pertencia ao Setor Pastoral de Mirassol, atendido por Padre Tiago. Em 1977, Padre Georges Martin foi nomeado vigário cooperador em Mirassol D´Oeste e destacado para atender as comunidades de Quatro Marcos. Dotado de uma grande capacidade aglutinadora, conquistou logo a confiança do povo de Quatro Marcos e construiu rapidamente um salão paroquial com várias dependências para desenvolver o trabalho pastoral.
Em 1980, iniciou corajosamente a construção de uma grande e artística igreja. Em quatorze meses, conseguiu rezar solenemente a primeira missa, juntamente com o Bispo diocesano e Padre Tiago. As suas paredes laterais são de vidros coloridos; a capela do SS. Sacramento e o lugar do sacramento da penitência são artisticamente distribuídos no interior da igreja, sendo, sem dúvida, uma das mais bonitas entre as que foram construídas, nestes últimos anos, na Diocese de Cáceres.
Entretanto, pouco tempo após sua chegada, Padre Georges solicitou a criação da paróquia em Quatro Marcos. Atendido seu pedido, criou-se a paróquia São José em 1978, nomeando-o, na mesma ocasião, como primeiro pároco.
As religiosas
Ao chegar a Quatro Marcos, Padre Georges encontrou uma comunidade de religiosas, as Irmãs Azuis, instaladas antes por Padre Tiago. Iniciou com elas um trabalho de cooperação, sobretudo nos encontros mensais com os representantes das comunidades e os catequistas do interior, mantendo assim laços sempre estreitos entre os serviços instalados na cidade e aqueles que animam as comunidades rurais.
Em 1984, três irmãs franciscanas de N. S. Aparecida vieram do Rio Grande do Sul para trabalhar em Porto Esperidião, após solicitação de Padre Georges e de D. José Afonso e cooperação de D. Ivo Lorscheiter, grande benfeitor dessas irmãs. Numa comunidade incipiente, elas instalaram um dinâmico trabalho de formação e promoção humana e religiosa, que se torna mais importante agora após a criação do município de Porto Esperidião.