• 1.png
  • 3.png
  • 4.png
  • 5.png
  • 6.png
  • 7.png
  • 8.png
  • pe2.png



Paróquias Diocese São Luis

Paróquia Nossa Senhora da Guia - Comodoro


CNPJ: 03.192.499/0023-80

Data da Fundação: 1986-06-01

Endereço: Rua Espírito Santo, 3600 - Centro - Comodoro/MT - 78310-000

Telefone: (65) 3283-1770

Email: comodoro@diocesedecaceres.com.br



Vigário: Frei Sérgio Sartori, OFM Cap

Vigário: Frei Leopoldo Cipriano, OFM Cap


    Em 1972, Nova Alvorada contou com a presença do Padre Diocesano Juan Claúdio Godenes, que vindo de Santa Cruz de Monte Castelo-PR, ficou até 1979, dando assistência religiosa na região. A partir de então, nasce a primeira comunidade Nossa Senhora Aparecida de Nova Alvorada.
    De 1980 a 1989, os padres Sacramentinos Ângelo, Herval e João Batista vieram de Vilhena para atender ao povo da região.
    O fluxo migratório que atingia o Brasil fez com que as famílias migrassem de suas regiões para Rondônia e Mato Grosso. Um grupo tinha interesse na conquista da terra, como meio de sobrevivência para a família, outro grupo visava à exploração da madeira, tendo como ideal o enriquecimento fácil.
    A cada momento surgiam novas comunidades, tais como Água do Prata, Bananal, Colônia dos Mineiros e Chefão e, um pouco mais tarde, Comodoro, em 1984. No início do ano de 1987, as Irmãs Catequistas Franciscanas chegaram para auxiliar na evangelização e dar apoio ao povo na fixação da terra. As Irmãs deram grande contribuição na formação das primeiras comunidades e na formação das lideranças das mesmas. Assumiram ainda a administração nos serviços das comunidades, formando a primeira diretoria provisória no final de 1987. Nesse trabalho registra-se a presença das irmãs salesianas Filhas de Maria Auxiliadora, no município de Nova Lacerda, que deram sua contribuição nas pastorais e na educação da juventude.
    Formação da Paróquia Nossa Senhora da Guia
    A ideia surgiu com os moradores, que trouxeram consigo a experiência de fé vivenciada nas comunidades de onde vieram. A primeira comunidade de Comodoro foi denominada Nossa Senhora de Fátima.
    A criação da Paróquia aconteceu em junho de 1989 e compreendia os municípios de Comodoro, Campos de Júlio e Nova Lacerda, e pertencia ainda à Diocese de Ji-Paraná. Seu primeiro pároco, Pe. João Horan da Congregação dos Espiritanos, permaneceu até 1997. Em 1998 tomou posse o novo pároco, o padre Gilberto Van Tol, que permaneceu até janeiro de 2000, quando substituído pelo padre Sebastião Bonjour que aí permaneceu até março de 2001. Neste ano de 2002, a paróquia passa a pertencer à Diocese de São Luiz de Cáceres – MT – sendo então assumida pelos Freis Capuchinhos Manoel Antônio Baldissera, José Ângelo Mascarello e Antônio Veras Nunes.
    Modelo de Igreja na Paróquia: as Comunidades Eclesiais (CEBs), que formam a paróquia Nossa Senhora da Guia, nasceram da experiência dos grupos de reflexão, que eram orientados pastoralmente pela Diocese de Ji-Paraná, no desejo de animar o povo na fé para enfrentar as dificuldades que giravam em torno dos conflitos pela posse da terra, das situações precárias das estradas, das doenças típicas da região (malária e outras) e da solidão e saudade de sua gente que ficou para trás. A Igreja sempre se fez mãe, defendendo as causas sociais na luta por dignidade da vida junto ao povo empobrecido.
    Pastorais Específicas: para a organização das pastorais são realizadas as Assembleias Paroquiais, onde são tomadas as decisões em conjunto.     A primeira Assembleia Paroquial aconteceu nos dias 17 e 18 de novembro de 1990, quando se definiu as seguintes prioridades: Pastoral da Saúde, Pastoral Indígena e CPT. Pelo fato de a paróquia ter 61% das terras indígenas em seu território, foi organizado o grupo de Apoio aos Povos Indígenas (GAPI), assessorado pela Irmã Ana Macedo. A Pastoral Indígena sempre foi prioridade da Paróquia Nossa Senhora da Guia.
    Atualidades: em fevereiro de 2009, a comunidade Nossa Senhora do Carmo no município de Nova Lacerda-MT, juntamente com o município de Conquista D’Oeste-MT, formaram a Pró-Paróquia Nossa Senhora do Carmo. Nessa ocasião, o Frei Geraldo José Wolf recebeu o título de pároco, por nomeação do Bispo Dom Antonio Emidio Vilar.
    Atualmente, os padres celebram mensalmente em 31 comunidades, em 3 usinas hidrelétricas em construção, em 7 fazendas, além de outras fazendas que solicitam esporadicamente.
    A Paróquia atende dois municípios divididos por setores para facilitar os trabalhos: Campos de Júlio e Comodoro, todos com suas respectivas comunidades.