• 1.png
  • 3.png
  • 4.png
  • 5.png
  • 6.png
  • 7.png
  • 8.png
  • pe2.png



Paróquias Diocese São Luis

Paróquia Nossa Senhora do Livramento


CNPJ: 03.192.499/0005-06

Data da Fundação: 1835-08-28

Endereço: Av. Coronel Botelho, 10 - Centro - N. Senhora do LivramentoMT - 78.170-000

Telefone: (65) 3351-1256

Email: livramento@diocesedecaceres.com.br



Pároco: Pe. Devair Braga Caldeira
Vigário: Pe. Vylson Barbosa da Silva

IRMÃS DE NOSSA SENHORA DA IMACULADA CONCEIÇÃO
Ir. Paulina Maria Tramontina
Ir. Anhese Girardi
Ir. Terezinha Fregona

A Paróquia de Nossa Senhora do Livramento foi criada em 1835 e pertencia à Diocese de Cuiabá. Mais tarde desmembrou-se e passou a pertencer à Diocese de São Luiz de Cáceres, conservando-se até hoje. A Capela São José como era chamada, foi construída baseada em modelos de capelas Missionárias Paulistas do período setecentista.
Atualmente a paróquia é composta por 70 comunidades, sendo 03 urbanas e 67 na zona rural, compreendendo toda a morraria e parte da região pantaneira. Auxiliam nos trabalhos de evangelização as religiosas da Congregação das Irmãs da Imaculada Conceição, as Irmãs Azuis. A atuação de lideranças leigas é fundamental na evangelização do povo de Deus; assumem as celebrações da palavra, a preparação dos sacramentos, a catequese, a campanha da fraternidade, novena do natal em família, as pastorais e os movimentos organizados.
A princípio, a paróquia de Livramento era atendida por padres de Cuiabá, Várzea Grande e Poconé. Dentre os destacados religiosos que serviram ao povo de Livramento, evidencia-se o Frei Salvador Rouquette, aquele que viria ser o maior benfeitor da cidade. Assumiu a paróquia em 1939 permanecendo por mais de 30 anos à frente dos trabalhos sacerdotais como pároco residente, sendo seguido por Frei Hugolino Perrinet. Em 1978, assumiu a paróquia o Pe. Fritz Feger, natural da Alemanha e, a partir do ano 2000 até os dias atuais, o trabalho pastoral é assegurado pelo Pe. José da Silva Filho.
Padres e religiosas nascidos no município
O povo livramentense é tido como essencialmente cristão (católico). Muitos dos seus filhos se tornaram sacerdotes, dentre eles: Frei Emiliano Monteiro da Silva, em 1945 e Frei Antonio Maria Alves da Costa, em 1950. Além destes, outros abraçaram com fervor a vocação religiosa: Padre João Bosco Monteiro Maciel, Padre Jurandir Jesus da Silva, Frei José Maria Botelho e Padre Marcos Antonio de Campos Silva.
Eis algumas religiosas nascidas em Livramento: Afra de Toledo (Irmã Ana Rosa), Ana Antonia de Almeida (Irmã Maria Aparecida), Antonia Paes de Arruda (Irmã Lucila Maria), Maria Umbelina Maciel (Irmã Eucares), Maria Angelina Maciel (Irmã Maria Terezinha), Irmã Ady Monteiro da Silva, Irmã Ana Malpicci Monteiro da Silva, Irmã Consuelo da Silva, dentre outras.
As Irmãs Azuis em Livramento
A Congregação das Irmãs Azuis, tem longa história no município de Nossa Senhora do Livramento. Dom Máximo Biènnés, em um de seus livros assim se expressa: “As irmãs de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, ou “Irmãs Azuis”, tiveram muitas religiosas nascidas em Livramento. Responderam à solicitação do povo e das autoridades e mandaram um grupo de irmãs para trabalhar na educação e na pastoral. Desde o dia 17 de fevereiro de 1974, a presença de uma comunidade religiosa na cidade é uma benção para a população”.
A imagem de Nossa Senhora do Livramento
A imagem de Nossa Senhora do Livramento foi solenemente recolocada na sua igreja, renovada 200 anos após sua escultura, em 1737, no dia 01 de novembro, na festa do bicentenário da imagem (1737-1937), com a presença do Exmo. Sr. Arcebispo D. Aquino Corrêa, dos Padres Salesianos e do Povo de Deus. A estátua de Nossa Senhora do Livramento tem aproximadamente 50 cm e é de pouco peso. Possui como adorno uma coroa de ouro e traz nos braços o Menino Jesus e aos pés, Anjos.