• 1.png
  • 3.png
  • 4.png
  • 5.png
  • 6.png
  • 7.png
  • 8.png
  • pe2.png



Pastoral da Saúde


Plano Diocesano de Pastoral 2016/2020     

 

A Pastoral da Saúde, desde 09 de maio de 1986, se constitui como uma entidade de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sem fins lucrativos. Sua organização se dá pela colaboração das dioceses e paróquias, com a participação ativa dos leigos que, de maneira voluntária e disponível, se comprometem com essa Pastoral.

 

Missão

     Promover, educar, prevenir, cuidar, recuperar, defender e celebrar a vida de todo o povo de Deus, tornando presente no mundo de hoje a ação libertadora de Cristo na área da saúde atuando em três dimensões:

•  1- Dimensão Solidária;

•  2- Dimensão Comunitária

•  3- Dimensão Político-Institucional

 

Objetivo geral

 

 

     Evangelizar o mundo da saúde com renovado espírito missionário, testemunhando Jesus Cristo em comunhão fraterna na opção preferencial pelos pobres, enfermos e sofredores, participando da construção de uma sociedade justa e solidária a serviço da vida em plenitude, sinal do reino de Deus entre nós.

     A Pastoral da Saúde oferece ainda uma oportunidade para o cristão refletir sobre a sua existência, tentando dar motivos e sugerindo formas criativas de como viver melhor, aproveitando cada momento, e, ainda, conviver com um dos maiores temores da humanidade: a enfermidade.

     A Pastoral da Saúde tem significativo papel de responsabilidade na transformação social, trabalhando em parceira com os vários programas da Secretaria Municipal de Saúde, como: Vacinação no Idoso; Prevenção de Câncer; Saúde da Mulher; Vacinação Infantil; Mobilização Nacional contra a Dengue, entre tantos outros.

 

Objetivos específicos:

-  Colaborar para a promoção da saúde, apoiando programas, projetos e organizações comprometidas com esse trabalho;

 

-  Conscientizar a comunidade a respeito do direito à vida e o dever de lutar por condições mais humanas com ações como alimentação, saneamento básico e preservação da natureza, fundamentais para evitar doenças e preservar a vida;

 

-      Incentivar o povo a ser sujeito na conquista de saúde, conscientizando-o das implicações individuais, familiares e comunitárias;

 

-     Capacitar o povo para desenvolver ações básicas de saúde, investindo na formação integral e permanente de agentes indicados pela própria comunidade;

 

-   Apoiar a organização o povo na reivindicação de seus direitos, especialmente o direito à saúde;

 

-   Articular a saúde comunitária por meio de suas instituições de saúde, movimentos e organizações que visam promover a vida;

 

- Apoiar a organização do povo na reivindicação de seus direitos;

 

-     Resgatar e valorizar a sabedoria e a religiosidade popular relacionadas com a utilização dos dons da mãe natureza e da conservação do meio ambiente;

 

-    Sensibilizar a sociedade e a Igreja a respeito do sofrimento, denunciando a marginalização dos doentes e idosos, de maneira especial em se tratando das novas doenças;

 

-  Dar prioridade a educação transformadora a partir da comunidade, sob o critério da justiça, solidariedade e mística;

 

-  Promover a capacitação e formação integral e permanente dos agentes de pastoral da Saúde nos aspectos humanos, técnico, éticos e cristãos;

 

-  Preparar agentes de saúde para anunciar a Boa Nova ao homem diante do confronto com o sofrimento, a doença e a morte.

 

-   Defender a saúde e a ecologia e denunciar tudo o que atenta contra a vida e a dignidade humana.

 

-  Refletir a luz da fé e da pessoa de Jesus, sobre a realidade da saúde e da doença, bem como sobre as implicações da ciência e tecnologia

 

-     Contribuir para a humanização e evangelização das estruturas, instituições e profissionais d saúde, atuando junto a eles em seu processo de formação profissional, a fim de cultivar os valores humanos, éticos e cristãos;

 

-   Participar ativa e criticamente nas instâncias oficiais que decidem a política de saúde na nação, estado, região e município.

 

Onde acontece

     A Pastoral da Saúde acontece em domicílios, hospitais, asilos, creches, conselhos de saúde, escolas, associações de bairros, sindicatos, em todo lugar que se importa com a saúde.

Quem pode participar

     Qualquer pessoa da comunidade que se coloca a disposição de seus semelhantes, contribuindo para descobrir formas simples e adequadas para que todos tenham saúde. Quem deseja trabalhar na pastoral da saúde procura a secretaria paroquial, a comunidade mais próxima de sua casa ou até mesmo alguém que já atua nesta pastoral. O que importa é se dispor a:

• Participar de encontros, assembleias, reuniões, momentos de estudo e cursos;

• Comprometer-se com a saúde preventiva e conhecer as políticas de saúde;

• Estar atendo a cultura religiosidade e sabedoria popular;

• Ter em seu trabalho uma visão ecumênica e conhecer a doutrina cristã;

•   Ter bom relacionamento com as pessoas, acreditar que seu trabalho ajuda na construção de um mundo mais humano, justo e fraterno.

 

Conclusão

     Essa missão não é fácil, mas ela conta com a força interior que age em nossos corações: o Amor. Ele nos renova e nos impulsiona a trabalhar pelo Reino de Deus, promovendo o bem de todos.

Artigos
Nenhum Evento Cadastrado.
Eventos
Nenhum Evento Cadastrado.
Donwloads
Nenhum Arquivo Cadastrado.