Diocese São Luiz de Cáceres
Diocese São Luiz de Cáceres

Conheça a Diocese

Contar uma história é revirar um baú de memórias e ao relembrá-las fazemos uma redescoberta da beleza do que estamos vivendo. "Um povo sem história, é um povo sem memória", diz o velho ditado; então, vamos rever os fatos que marcaram a história desta Igreja Particular, que é a Diocese de São Luiz de Cáceres, nestes 110 anos de fé e de semeadura da Palavra de Deus.  A cidade de Cáceres, foi elevada à categoria de Vila, por Lei Provincial de 28 de junho de 1850, com o nome de Vila de São Luiz do Paraguai; em 1874, se torna a cidade de São Luiz de Cáceres e hoje, somente Cáceres. 

D. Carlos Luiz d’Amour, em visita pastoral, no dia 22 de julho de 1886, foi recebido por um grupo de cavaleiros, juntamente com o Pe. Casimiro Ponce Martins, vigário da época, e recebido efusivamente pela população da cidade na Praça da Jacobina (atual Praça Major João Carlos), lugar onde se situava a Igreja Matriz. O bispo começou imediatamente um grande empreendimento: lançou a pedra fundamental da nova Igreja Matriz, que fora solenemente colocada na mesma Praça da Jacobina.  A Diocese de São Luiz de Cáceres, foi criada por Sua Santidade o Papa Pio X, em 5 de abril de 1910, pela Carta Apostólica “Novas Constituere”; portanto, a Diocese tem mais de uma centena de anos. Para a Diocese de São Luiz de Cáceres, foi eleito bispo pelo Papa Bento XV, o frei Luiz Marie Galibert que, por sua vez, exercia o cargo de Provincial Regional dos padres franciscanos no Mato Grosso. Sua nomeação foi confirmada no dia 15 de março de 1915. A posse de D. Galibert na Diocese de São Luiz de Cáceres, aconteceu no dia 3 de outubro de 1915. No dia 1º de novembro, D. Galibert consagrou a Diocese, na sua primeira Carta Pastoral, ao Sagrado Coração de Jesus.

Durante o seu episcopado, foram construídas a Catedral de São Luiz, capelas em várias cidades da Diocese; as desobrigas aconteciam sempre que surgiam as urgências e as intensas chuvas permitiam, e os trabalhos pastorais, segundo as poucas condições das cidades.  No ano de 1955, foi nomeado Administrador Apostólico, o Monsenhor Máximo Biennès. Foram treze "longos e fecundos" anos, como o disse em seu livro ‘Uma Igreja na Fronteira’. No dia 10 de novembro de 1967, Monsenhor Máximo foi promovido a bispo desta Diocese, por carta enviada pelo Papa Paulo VI.  D. Máximo governou a Diocese de São Luiz de Cáceres até o ano de 1991, quando então passou-a às mãos de D. Paulo Antônio de Conto que, em 1998, a entregou para D. José Vieira de Lima, o qual, em 2008, colocou-a nas mãos de D. Antônio Emídio Vilar. Atualmente a Diocese é dirigida pelas abençoadas e diligentes mãos de D. Jacy Diniz Rocha.

A Igreja particular de Cáceres, sempre conduzida pelo Espírito Santo, conta com a generosidade de milhares de irmãos e irmãs, entre padres, religiosos e leigos. Nestes mais de cem anos de vida, trabalham incansavelmente na missão, se renovando constantemente e "vivenciam experiências de profunda conversão pastoral" e "desenvolvem uma pastoral de comunhão e participação", atendendo aos apelos do Concílio Vaticano II (Doc. 100 – nºs 29 e 30).  As formações de lideranças de tantos homens e mulheres, leigos generosos na boa vontade e no desejo de uma vida santa, começaram aquela missão que, hoje, com muita fé e esperança, damos continuidade (cf. At 2,42). Desde os anos de 1970, as CEB’s, a catequese com a juventude, crianças e adultos, vem dando uma fisionomia para a Diocese de São Luiz de Cáceres; ainda nos anos 1970, Dom Máximo Biennès, preocupado com a evangelização nesta região, que estava se expandindo cada vez mais, se esmera na formação dos novos padres para a diocese. Com o passar dos anos, a igreja trabalha com a Pastoral Vocacional, incentivando todas as vocações, especialmente a sacerdotal. Nos anos 1990, com Dom Paulo Antônio de Conto, constrói-se o Seminário Menor "Bom Pastor", em Cáceres. Nesse período já se fala na construção do Seminário Maior São José e da Faculdade Católica (UNIFACC-SEDAC) onde estudam filosofia e teologia, os futuros padres da Diocese de Cáceres e do Regional Oeste 2.

Estão envolvidas muitas centenas de lideranças, gerações inteiras de famílias, comprometidas com o Reino de Deus, conscientes da sua responsabilidade numa Igreja "em saída", totalmente missionária e evangelizadora; Igreja da escuta, do diálogo e do encontro (EG, n. 46).  Os bispos que por aqui passaram, independentemente de qualquer desafio, seja ele de cunho estrutural, econômico ou político, nunca deixaram de fortalecer a fé do povo de Deus; houve sempre um esforço comum, de bispos, padres, religiosos e leigos, irmanados no grande desejo de construir, a cada dia, o Reino de Deus nesta fronteira do Brasil.  A formação de lideranças esteve sempre à frente, como linha mestra na construção de uma Igreja comprometida com os pobres de Deus, amparando, conscientizando e alimentando a vida, a esperança de todos, na construção de um mundo justo e fraterno. E é sempre tempo de recomeçar, porque tudo tem seu tempo debaixo do céu.  A Igreja, atenta às necessidades e urgências dos tempos modernos, como Mãe e Mestra, não se esquece de cuidar dos filhos e filhas pecadores, dando-lhes oportunidade de conversão e restauração da vida, da fé e da confiança num mundo melhor.

A Diocese de São Luiz, como porção do Povo de Deus no Brasil e no Mundo, quer participar diretamente nos grandes acontecimentos da Igreja, procurando responder aos apelos de Jesus Cristo de “ir pelo mundo e evangelizar”; tendo como pano de fundo de todos os trabalhos desenvolvidos pelas Pastorais, Movimentos e Serviços, o apelo de Jesus Cristo, seguindo seus passos como discípulos missionários (cf. Lc 7,16, DAp, nº 172).  A centenária Diocese de São Luiz de Cáceres quer continuar sendo uma Igreja, sustentando a fidelidade de leigos, religiosos e sacerdotes, para que o Reino de Deus aconteça e façam constante “renovação de forças missionárias para bem cumprir a tarefa de anunciar a Palavra de Deus”, (DGAE 109, p.7), e frutificar todos os dons nestas terras mato-grossenses. 
 
 
Perguntas Frequentes
 
 
 
 
Contato e Endereço
 
 

Rua Antônio Maria, 69, 78210-048
Caixa Postal: 250
Tel: (65) 3223-1788/3223-1859

 
 
Fale conosco
 
Nome*
E-mail*
Telefone*
Cidade
 
Mensagem
 
 
 
Facebook Oficial
 
 

Copyright © Diocese de São Luiz de Cáceres. Todos os direitos reservados